Estudo de caso
o digital eternizando histórias

A épica trajetória de Dr. Tozzi, que marcou o início do século XX no interior de São Paulo, foi guardada em detalhes por sua neta, a escritora Mirian Tozzi. Ela, como uma guardiã da história, preservava em sua casa inúmeros documentos históricos, fotos e filmes – além de móveis e objetos – somando mais de 500 itens.

Por toda a vida lutou por um único objetivo: a construção de um museu na cidade de Águas de Lindóia que pudesse preservar e divulgar todo o material que possuía. Entre alegrias e desilusões, o projeto do museu físico, muitas vezes anunciado pela gestão pública, nunca saiu do papel.

A SOLUÇÃO

No início dos anos 2010, o jornalista e escritor Caio Tozzi, neto de Mirian e tataraneto do Dr. Francisco Tozzi, acompanhando de perto a jornada da avó, sugeriu uma adaptação em seu sonho: se o museu físico estava difícil de ser construído, por que não criar um museu virtual?

Dessa maneira, grande parte dos registros históricos poderiam ser disponibilizados para o grande público. É claro que Caio foi buscar um parceiro especialista no mundo da Interatividade Digital e, juntamente com a Agência Twist, foi criado o Museu Virtual Dr. Tozzi – sem o apoio de nenhum órgão público.

o museu virtual

Para dar vida a essa linda história, o Museu Virtual foi desenvolvido com muitos recursos visuais e interativos. A cada clique, o usuário pode imergir em uma experiência diferenciada de navegação com animações, vídeos e textos que sempre surgem de uma forma dinâmica e visual.

Recursos de
Interatividade

A ideia foi tentar trazer a cara de um museu físico para o ambiente digital, com toda a interatividade que só uma interface tecnológica pode fornecer. Essa interatividade vai desde a organização dos menus, por épocas, até a forma como as interfaces se apresentam ao público, valorizando o conteúdo e contextualizando o layout do Museu Virtual com a estética da época, tonalidade sépia e tipologia alinhada à estética do início do século.

Uma verdadeira viagem no tempo!

A HISTÓRIA

Dr. Francisco Tozzi foi um médico italiano que desembarcou no Brasil em 1900 para clinicar no interior do estado de São Paulo. Mas o destino o faria descobrir, naquela região, uma fonte de águas que curavam. Interessado, logo levou o material para análise e descobriu que tinham poder radioativo. Acabou comprando as terras onde brotavam, com um projeto ambicioso na cabeça: construir uma estância de cura no interior de São Paulo, igual as que conhecia na Europa – fundando assim Thermas de Lindóia que, mais tarde, mudaria o nome para Águas de Lindóia.

Resultados

Após dois anos de trabalho, o Museu Virtual Dr. Tozzi entrou no ar em maio de 2014. O produto foi amplamente divulgado na região e em periódicos de grande circulação como Catraca Livre, tornando-se referência para as pesquisas sobre o tema, passando a ser bastante utilizado nas escolas municipais. A prefeitura local, assim como a imprensa, divulgaram o projeto, que se tornou essencial para aqueles que desejam saber mais sobre o nascimento da cidade de Águas de Lindóia. Confira abaixo reportagem sobre o projeto:

Curtiu?

Sua empresa também pode ter um projeto como esse: